Depois da Justiça do Rio de Janeiro determinar que Day McCarthy terá que pagar R$ 180 mil reais de indenização para a família de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank por conta de ofensas racistas, sendo R$ 60 mil para cada autor da ação (Titi, Bruno e Giovanna), o advogado da socialite, Gil Ortuzal, bateu um papo exclusivo com esta jornalista.

O especialista adiantou em primeira mão para a coluna Fábia Oliveira que irá recorrer da sentença, uma vez que sua cliente não constituiu advogado para defesa neste processo civil em que foi condenada. E que não fará juízo de valor quanto às acusações uma vez que sua defesa é técnica e que sua cliente manifestou arrependimento e se desculpou do ocorrido, em inúmeras oportunidades.

O defensor de McCarthy, explicou: “Assumi sua defesa técnica na esfera civil na data de hoje, uma vez que foi defendida por curadoria especial sendo decretada revelia, já que reside no exterior”. O valor dos danos morais ainda passará por correção monetária e pode chegar a quase meio milhão de reais. As informações foram divulgadas pela Folha.

Ortuzal esclareceu que sua cliente argumenta que, “passados seis anos, tem o entendimento de que tais frases atribuídas a ela jamais deveriam ter sido proferidas contra qualquer pessoa, principalmente se tratando de uma criança. À vítima e seus familiares, apresenta seus sinceros pedidos de desculpas e garantia de que esse erro jamais se repetirá”.


0

Gil Ortuzal concluiu a nota afirmando que Day McCarthy é inocente. “Os inúmeros vídeos e publicações com falsos pronunciamentos e afronta à justiça com relação ao caso e a sentença, que estão circulando na internet, não são de sua autoria, sendo que a mesma somente se pronunciará através de seu advogado”, encerrou.

Powered by the Echo RSS Plugin by CodeRevolution.